O artista pop street art Fábio Polesi em parceria com a Educacoin - Brasileiros Sem Fronteiras

O artista pop street art Fábio Polesi em parceria com a Educacoin

Por Denny Silva e Uiara Zagolin –

Como todo talentoso artista e com um jeito despojado de ser, Fábio Polesi, o Pop Street Art, fecha parceria com a Educacoin. O artista está no mercado de Artes há mais de 30 anos, passando com várias vertentes como o bico pena, massa acrílica, a tatuagem, aquarela, pirógrafo, mosaico. Orgulha-se de ter construído uma carreira e uma família literalmente sobrevivendo de arte.

O Rogério Rodrigues, fundador da Educacoin, entrega obra de arte celebrando a sua parceiria com o renomado artista Fábio Polesi o Embaixador Artístico Educacoin

Assim, há 7 anos atrás, decidiu dar uma guinada em sua vida profissional, entrando para o mercado internacional onde trouxe a primeira exposição em New York. E, ainda, exposições em Los Angeles, Miami e Israel. Entre seus trabalhos, destaca um grafitti que fez no MIS-SP, no projeto Parede Viva, no qual foi o primeiro artista a ocupar o espaço.

E, por mais incrível que possa parecer, sem ter feito nenhuma exposição em solo brasileiro. O artista brinca, afirmando que a sua trajetória foi inversa e investiu, fortemente, em Arte Business e Estratégia com investimentos a longo e super longo prazo.

Dessa forma, crê que essa estratégia tem sido exitosa, uma vez que pode construir o  MADALENA WALLs no bairro paulista de Alto de Pinheiro. Igualmente, o Madalena Walls abrigará o Instituto Walls que fundou e, hoje, é presidente. Em outras palavras, este Instituto de arte conta com time de mais de 30 artistas de Street Art.

E nesse contexto que a Educacoin se encaixa, pois Fábio Polesi percebeu o interesse da Educacoin pelo trabalho institucional junto ao Instituto Walls apoiando, assim, o projeto do Instituto e nomeando Polesi como Embaixador da cripto moeda.

O artista acredita na moeda e na proposta da empresa, assim como, no fundamento do ensino a distância. Entende que as cripto moedas não são o dinheiro do futuro, mas o dinheiro do momento.  A maioria dos clientes de Polesi são jovens milionários e principalmente das proveniente de investimentos em criptomoedas.

E através do Instituto e da Educacoin pretende criar uma estrutura de educação a propagar o conhecimento através do entretenimento e da arte, fazendo com que a a vida de artistas possam ser rentabilizadas através da Arte, pois crê, pela sua própria experiência profissional que é possível viver de Arte neste país, uma vez que para tanto é necessário visão e posicionamento.

Assim, como artista pretende divulgar a Educacoin mostrando que é um a novidade que tem tudo a ver com arte.  Apesar de se realizar artisticamente através da tinta no tecido, tem firme propósito e envolvimento com as novidades que o mundo vem trazendo principalmente ao lado dessa nova geração tanto de artistas quanto de investidores.

Sobre a Educacoin 

A criptomoeda brasileira foi idealizada no ano de 2019, sendo a Educacoin a primeira criptomoeda / token brasileira a facilitar o acesso à educação, cultura, esporte e desenvolvimento social com a tecnologia Blockchain Waves e agora migrou para o ERC20 Ethereum dando uma escala muito maior às suas operações, o que torna as transações extremamente seguras e rápidas.

Educacoin está presente em 18 países apoiando a educação, a cultura, assim como o esporte e o desenvolvimento social. Seu fundador, Rogério Rodrigues, assegura que a finalidade é amenizar a carência dos alunos, aumentando a capacidade de acesso a cursos educacionais e ampliando as possibilidades de interação entre alunos e instituições geograficamente separadas.

Fotos: Divulgação / Reprodução
Edição: Redação Na Mídia 
Jornalistas responsáveis: Denny Silva e Uiara Zagolin

Mais informações:
FÁBIO POLESI

www.instagram.com/fabiopolesi

EDUCACOIN

www.educacoin.org

www.instagram.com/educacoin.oficial

www.facebook.com/educacoin

About Brasileiros Sem Fronteiras

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: