Association ECCO : Rencontre Multiculturelle de Peoples Indigènes !

Por Miriam Rey Bernardes

Já escrevi outros artigos sobre a « nossa » Angela Mota, uma pessoa que faz e acontece pela cultura, arte, pelas minorias e está sempre presente quando pensamos em realizações. Uma mulher que deixa o seu nome nas trilhas da história dos que lutam pela igualdade.

O meu santo sempre bateu com o da Angela, admiro demais a sua atitude e suas ações em prol da comunidade brasileira daqui e de lá.

Um pouquinho da biografia da nossa ativista número 1, se impõe:

798241 439527569449418 1023789971 o

Angela, brasileira do Rio de Janeiro, enfermeira, conselheira do Conselho de Cidadania Brasil-Suíça Romanda, produtora, ativista cultural, presidente da Associação ECCO, mãe e amiga. Não sei como essa mulher cheia de luz, consegue duplicar o dia em incontáveis realizações.

Incentivadora da cultura brasileira, produz muitos eventos culturais e multiculturais com o intuíto de divulgar a nossa arte. Defensora dos direitos humanos e dos direitos das mulheres, faz palestras em muitos locais da Suíça, informando, esclarecendo e orientando as pessoas que necessitam de ajuda ou estão perdidas na confusão da vida.

Já produziu muitos shows de música, vernissagens e encontros literários. Comunicadora nata, Angela transmite com clareza as suas posições e idéias, sempre objetivando e incentivando os artistas brasileiros a desenvolverem os seus trabalhos e talentos, estimulando a divulgação da nossa rica e variada cultura.

Em 2013, Angela Mota criou a Associação ECCO – Egalité – Culture – Chemim – Opportunité, que tem como objetivo principal a ligação em várias áreas entre o Brasil e a Suíça, desenvolvimento de projetos, divulgação da cultura brasileira, apoiando os brasileiros residentes no exterior. É uma organização brasileira sem fins lucrativos, operacional na Suíça e livre de qualquer preconceito ou discriminação relacionada a raça, nacionalidade, religião, classe social, concepção política ou filosófica, em suas atividades, dependências ou em seu contexto social.

Desde então, a Association Ecco vem idealizando e concretizando projetos.

Ajudando através de colaborações materiais para duas associações no Brasil, uma em Sapucaia do Sul, Rio Grande dio Sul e a outra na Ilha de Piramanha em Belém.

Outro projeto que deu frutos foi a edição do livro: Conto por Conto, onde vários escritores brasileiros estão reunidos numa só alma.

29543281 1800159320004204 415110143177988431 n

Ainda não acabou, convido a todos para participarem da segunda edição do Rencontre Multiculturelle de Peuples Indigènes, promovido pela Association Ecco, no dia 22 de abril de 2018, na Maison des Associations, rue de Savoises, 15 – 1205 Genève.

28379484 1680175242051305 3249250241476784348 nEste encontro é super importante para conhecermos os problemas, a vida e os costumes dos povos indígenas.

Teremos no programa muitas coisas interessantes : Exposições de fotos, quadros, leituras de poemas, atelier de contos, exposição de livros com a presença dos escritores, gastronomia, danças, artesanatos, conferências com especialista da cultura indígena em mesa redonda.

Vamos participar ? Então está combinado, nos vemos lá !

Obrigada Angela Mota, por tantas realizações e conquistas, pessoas como você fazem o mundo bem melhor, mais bonito e mais humano.

O Jornal Hebdolatino e a Association Ecco juntos nos objetivos de enriquecer o nosso saber e incentivar as causas humanitárias.

Por Miriam Rey jornalista do Hebdolatino em Genebra

Angela.mota06@gmail.com

Facebook : ECCO Association Egalité, Culture, Chemin et Opportunité

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: